O Reitor-Mor aos Salesianos de Shillong: ‘Continuem a ser farol de esperança e Dom Bosco para os jovens’
04/11/2019 08:42 em CONGREGAÇÃO SALESIANA

O Reitor-Mor, P. Ángel Fernández Artime, passou o último dia da sua Visita à Inspetoria de Shillong (INS), ontem, 30 de outubro, visitando a Comunidade do noviciado salesiano, o Centro inspetorial das FMA e rezando junto ao túmulo do SdeD Dom Estêvão Ferrando SDB.

Às 7 horas, o Reitor-Mor concelebrou a S. Missa em "Sunnyside", Comunidade do noviciado. Na homilia, dirigiu-se tanto aos Noviços salesianos quanto às Noviças das 'Irmãs da Visitação de Dom Bosco', convidando-os a serem corajosos em sua vocação: "A Congregação salesiana nasceu da ousada resposta dos primeiros seguidores de Dom Bosco" – disse o Reitor-Mor. Dom Bosco – acrescentou – ‘não tinha a intenção de fundar uma Congregação; queria, apenas, ajudar os pobres e os jovens abandonados. Mas por causa daqueles primeiros meninos, que ficaram com ele e quiseram partilhar sua missão, nasceu a Congregação. O Reitor-Mor, por fim, concluiu: "Tenham a coragem de responder ao chamado de Deus".

Em seguida, o P. Fernández Artime foi ao centro inspetorial das FMA, onde recebeu as homenagens das religiosas e dos alunos da sua escola: "Irmãs e noviças, dediquem sua vida totalmente aos outros e vivam sua missão com uma confiante Esperança" – foi a exortação do Reitor-Mor dos Salesianos. Falou em seguida dos três pontos para alcançar essa meta: ser homens e mulheres de grande Fé; cultivar o desejo de servir e de se doar; viver na fraternidade (o que - disse - é um grande desafio para os religiosos). O Reitor-Mor encorajou, por isso, as religiosas a superar as diversidades pessoais e a aprender a ouvir as vozes dos necessitados.

Enfim, o Reitor-Mor foi à Casa inspetorial Santa Margarida, das «Irmãs Missionárias de Maria Auxílio dos Cristão», em que se custodiam os restos mortais do salesiano Dom Estêvão Ferrando, Fundador do Instituto. Acolhidos com grande entusiasmo pela banda, o Reitor-Mor, Centro de união da Família Salesiana, saudou a todos os presentes, passando em seguida momentos, em oração silenciosa, perante o túmulo do Servo de Deus.

Antes de partir para o aeroporto a fim de voltar a Roma, o P. Á. F. Artime retornou à Casa Inspetorial dos Salesianos e deu a Bênção de Maria Auxiliadora a todos os presentes. No Livro de Visitas deixou em mensagem a seus Coirmãos da Inspetoria: "Continuem a ser um farol de esperança para os jovens, a ser Dom Bosco para eles".

Saliente-se que durante a sua Visita, o Reitor-Mor foi declarado «Convidado de Estado» pelo Primeiro-Ministro do estado de Meghalaya.

Por Michael Makri

As fotos da visita estão disponíveis em ANSFlickr

COMENTÁRIOS
NOSSOS PARCEIROS